quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

terça-feira, 26 de janeiro de 2010

Tabela de Pontuação 2010

A tabela de pontuação 2010 traz algumas novas mudanças. Visando obter maior participação, o critério agora dá maior peso à pontuação, computada por presença.
Atualizada em 18/12/2010 (BV Financeira)

Cômputo geral

1. Renato 17
2. Bertemes
Ricardo
Vilson 15
5. Vitinho
Pato 13
7. Odair 8
8. Paçoca
Marcelo 7
10. Barroco 5
11. Gordo 3
12. Fabio -5

PONTUAÇÃO POR JOGO
Jogo 19 - BV Financeira
Paçoca, Ricardo, Vilson, Odair, Barroco, Bértemes, Marcelo +1
Gordo e Fabio -3 (confirmado e ausente)
Jogo 18 - Amigos do Banha
Barroco +2 (disponivel e nao relacionado)
Renato, Ricardo, Odair, Marcelo, Vilson, Pato, Bertemes, Gordo e Vitinho +1
Fabio -1 (situação informada a menos de 48h)
Paçoca -2 (confirmado e cancelado a menos de 48h)
Jogo 17 - Monte Verde
Paçoca, Barroco, Odair, Bértemes, Ricardo, Marcelo, Gordo, Vilson e Pato +1

Jogo 16 - Amigos do Kaveyra

1. Renato : 2 (técnico)

2.Paçoca, Vilson, Ricardo, Vitinho, Odair, Bértemes : 1

8. Pato : 0 (+1 presença -1 mau uso dos emails)

9. Fabio : -3 (furo)


Jogo 15 - Toca da Raposa (extra)
1. Paçoca

Ricardo

Vilson

Odair

Barroco

Bertemes

Pato 1

8. Vitinho

Fabio -1 (situacao informada a menos de 48h do jogo)


Jogo 14 - Baladeiros Restart (sub23)
1. Paçoca
Odair
Vilson
Renato
Bertemes +1
6. Vitinho 0 (+1 presença; -1 situação informada a menos de 48h do jogo)
Fabio 0 (+1 presença; -1 atraso superior a 30min)
8. Marcelo -1 (situação informada a menos de 48h do jogo)
Jogo 13 - Toca da Raposa
1. Gordo

Paçoca
Renato
Bertemes
Barroco
Vitinho
Pato
Odair
Marcelo 1





Jogo 12 - Alex Neon
1. Fabio
Gordo 2 (disponíveis nao relacionados)
3. Paçoca
Vilson
Renato
Bértemes
Vitinho
Pato
Barroco
Odair 1
11. Marcelo 0 (+1 presença -1 atraso superior a 30min)



Jogo 11 - COAB
1. Renato
Vitinho
Vilson
Ricardo
Pato
Barroco + 1
7. Bértemes (compareceu (+1) mas não confirmou com antecedência (-1))
Giv - 0 (compareceu (+1) e atrasou mais de 30 minutos (-1))
9. Fabio -1 (confirmacao inferior a 48h)
Gordo -1 (confirmacao inferior a 48h)
11. Paçoca -3 (furo)









Jogo 10 - Amigos do Bardall
1. Renato
Vitinho
Bertemes
Vilson
Ricardo
Paçoca
Gordo: 1
8. Pato
Fabio: -1 (comunicação menos de 48h)
10. Barroco: -3


Jogo 9 - Sítio Verde Vida

1. Renato
Giv
Pato
Paçoca
Ricardo
Bertemes: 1
Vilson : 0 (1 presença; -1 atraso superior a 30min)
Barroco: 0 0 (1 presença; -1 atraso superior a 30min)
Gordo: -3


Jogo 8 - Amigos do Banha

1. Renato
Vitinho
Pato
Vilson
Paçoca
Bertemes
Marcelo
Gordo 1
9. Fabio - 2



Jogos 6 e 7 - Torneio do Trabalho
1. Ricardo
Renato
Vitinho
Pato
Fabio
Bertemes
Marcelo
Gordo
Paçoca 2

Jogo 5 - Sitio Verde Vida

1. Ricardo
Vilson
Renato
Vitinho
Pato
Bertemes
Giv
Gordo
Kilian
Marcelo 1
Kilian -1 (confirmaçao a menos de 48h do jogo)



Jogo 4 - Bokas
Ricardo
Vilson
Renato
Fabio
Bértemes (1 ponto)


Jogo 3 - Roçado
Renato
Vilson
Ricardo
Vitinho
Fabio
Gordo
Pato 1 ponto

Marcelo -1 (situaçao confirmada a menos de 48h do jogo)
Bertemes -1 (atraso do adversario agendado - 30 minutos)
Bertemes +1 (não relacionado e compareceu)





Jogo 2 - Combinado Zanelatto / Roçado
Renato
Vilson
Ricardo
Vitinho
Pato 1 ponto


Fabio -1 (situaçao confirmada a menos de 48h do jogo)
Gordo -3 (furo)


Jogo 1 - Centaurus
1. Fabio (confirmado e nao relacionado)
Giv 2 (confirmado e presente mesmo no DM)
3. Renato
Vilson
Ricardo
Vitinho
Bértemes
Maicon
Gordo
Marcelo
Pato 1
12. Kilian -1 (situaçao confirmada a menos de 48h do jogo)

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Trevosk Fora das 4 Linhas: Vitinho

Para quem não sabe, além de ter escrito o livro do Trevosk, Vitinho aventura-se no mundo da literatura. Contos Fumegantes é seu blog, que agora também virou livro! Histórias rápidas e inteligentes, que valem a leitura.

Abaixo post de lançamento no blog respectivo.

Contos Fumegantes - O Livro


Finalmente publiquei no site clubedeautores.com.br uma primeira coletânea de "Contos Fumegantes".

Com ilustrações de Fernanda Pacheco, reuni 15 contos nessa compilação.

Sei que Introduções tem seus propósitos e devem ser curtas além de outros detalhes, mas resolvi fazer um pouco diferente, resolvi fazer da própria Introdução um conto. Tomara que o Livro agrade seus leitores.

Contos Fumegantes - O Livro

Introdução

Era uma vez um conto que ainda não tinha nem sido pensado.
Ele estava agoniado lá no mangue dos contos. Mangue dos contos é onde surgem todos os contos de menor categoria. O maior sonho de um conto lá do mangue era ser oriundo do fabuloso Jardim Florido dos Contos. Bom, mas isso é outra história. Voltando ao nosso agoniado e pobre conto, ele não via a hora de ser lido por alguém, mesmo que fosse pra ser comentado: “Que bosta de conto”.


Foi na calada de uma noite que o intrometido e impaciente conto inexistente, teve uma desastrosa idéia. Sentindo que talvez ele nunca viria a ser criado, tomou uma decisão drástica. Resolveu que não queria mais ser um conto e sim uma Introdução.


Os demais contos embriões do Mangue bem que tentaram dissuadi-lo de tal idéia e até o velhíssimo Conto Indígena que esperava séculos pra ser criado, lhe recomendou deixar tão estapafúrdia intenção de lado.
Não adiantou. Alertas como: Uma introdução não tem o glamour de um conto ou uma Introdução é algo só pra preparar o leitor e a mais forte: Ninguém lê introduções. Nenhum alerta foi suficiente. O Pobre e, no entanto intrépido conto seguiu sua jornada. Atravessou, matagais, passou por rios, nadou contra correntezas, escalou penhascos e arrastou-se por areias desérticas com miragens fumegantes.

Depois de uma jornada que parecia impossível, lá estava ele, com o nome de Introdução. Lá no Mangue muitos nem acreditam nisso e os velhos contam aos mais jovens dessa grande proeza. Ele virou um herói por lá. Todos invejam tal coragem. Sair das sombras e se tornar alguém. Até o velho Conto Indígena olha para o horizonte e lembra com orgulho do pequeno Conto que um dia por vontade própria, levantou-se pegou sua mochila e partiu para a terra dos Contos Concluídos, mesmo que fosse como uma mera Introdução.

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Calendário 2010

Este calendário ficará sempre disponível na área de links do blog.

PRIMEIRO SEMESTRE
01 a 17/01 - Vilson - Trevosk 5 x 10 Centaurus
18 a 31/01 - Vitinho - Cancelado - TEMPERATURA
01 a 15/02 - Ricardo - Trevosk 6 x 8 Combinado Roçado/Zanelatto
16 a 28/02 - Gordo - Não Agendado
01 a 15/03 - Giv - Não Agendado
16 a 31/03 - Bértemes - Trevosk 9 x 7 Roçado
27/3 - EXTRA - Fabio - Trevosk 6 x 9 Bokas
01 a 15/04 - Renato - Trevosk 7 x 3 Sítio Verde Vida
16 a 30/04 - Fabio - Não agendado
01/05 - EXTRA - Renato - Torneio do Trabalho
02 a 16/5 - Kilian - Não agendado
17 a 31/05 - Pato - CANCELADO - CHUVAS
01 a 15/06 - Marcelo - Trevosk 7 x 7 Amigos do Banha
16 a 30/06 - SEM AGENDADOR


SEGUNDO SEMESTRE
01 a 15/07 - Renato - Trevosk 7 x 6 Sítio Verde Vida
16 a 31/07 - Fabio - NÃO AGENDADO
01 a 15/08 - Bértemes - Trevosk 4 x 5 Amigos do Bardall
16 a 31/08 - Ricardo - Trevosk 7 x 7 Coab
01 a 15/09 - Vitinho - NÃO AGENDADO
16 a 30/09 - Marcelo - Trevosk 4 x 4 Alex Neon
01 a 15/10 - Odair - Trevosk 5 x 5 Toca da Raposa
16 a 31/10 - Pato - Trevosk 4x5 Baladeiros Restart (sub23)
30/10/2010 - EXTRA - Trevosk 6x4 Toca da Raposa
01 a 15/11 - Paçoca - Trevosk 3x7 Amigos do Kaveyra (sub23)
16/11 a 30/11 - Vilson - Trevosk 10x4 Monte Verde
01/12 a 12/12 - Gordo - Trevosk 4x5 Amigos do Banha
13/12 a 31/12 - Barroco - Trevosk 5x5 BV Financeira

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Agonística

Encontrei esse texto em um livro e achei que tinha tudo a ver com as nossas discussões acaloradas em campo, mesmo todos sabendo se tratar de uma pelada sem valor. Boa leitura!


Os elementos da agonística são: agressividade, tensão, supercompensação e exibicionismo.
  • É na agressividade que se concentra o ímpeto esportista que busca o desafio. O sentido de garra e de jogar com o “coração” é retratado como um “impulso para realização”.
  • A tensão representa a postura combativa do guerreiro frente à batalha. É o estado de alerta em que se coloca o esportista diante de um desafio preeminente. A tensão põe à prova e revela o caráter do combatente. É o elemento que empresta ao jogo um certo conteúdo ético. Para tentar vencer, o atleta deve manter-se dentro das regras. A impulsividade e o agir sem pensar denunciam a pessoa sem controle, diante da tensão do momento.
  • A supercompensação funciona como um mecanismo de defesa que dá ao indivíduo um certo prestígio pessoal em contraposição a um provável sentimento de inferioridade. A atividade esportiva é um ato de criação em que o atleta pode encontrar, no desempenho de sua missão, o instrumento que lhe permite superar o estado conflitivo, seja pela própria atividade lúdica (o jogo), tão gratificante psicologicamente, seja pela afirmação resultante do reconhecimento de suas qualidades e de sua excelência
  • Finalmente, o exibicionismo traz em si a necessidade constante do indivíduo de mostrar-se em público pelo que ele é e pelo que sabe fazer. O exibicionismo é uma manifestação secundária que desloca o narcisismo para a criatividade motora.
Traçar os ideais, perseverar os pensamentos, resistir à fadiga do cotidiano, aprender com os erros no treinamento da vida, aprender a perder no dia-a-dia, controlar as próprias tensões, estar pronto para aproveitar as oportunidades da vida e enfim conseguir relaxar após um dia de vitória parecem ser aspectos que tornam a metáfora da competição esportiva bastante apropriada para a condução estratégica dos negócios.
Chiavenato, Idalberto – Planejamento Estratégico, 2003

terça-feira, 19 de janeiro de 2010

A vez de Fábio


Seguindo o calendário 2010 temos o segundo jogo de Janeiro, a ser marcado por Fabio. Fabio é o maior artilheiro da história do Trevosk, com mais de uma centena de gols...

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

0 x 5 5 x 5 5 x 10


clique para ampliar

Quem passou pelo sítio e assistiu apenas o início do segundo tempo, achou que o Trevosk tivesse aplicado uma sonora goleada no Centaurus. Mas não foi bem assim: um desmanche no setor defensivo abriu o placar em 4 x 0 em menos de 15 minutos, desestabilizando o time em boa parte do jogo. Muitos gritos e xingamentos, pouca velocidade e finalização.
A reação no segundo tempo trouxe lapsos do velho Sapão da raça. Pato começou a jogar sério e marcou 4 vezes, onde o time chegou a empatar. Desgastados e sem comando técnico para organizar o golpe final, novos gols bobos saíram e o placar acabou por ser justo: 5 x 10.

Trevosk 5 x 10 Centaurus
16/10/2009 - 10h50 - Sitio da Loreca

Trevosk - Maicon Prego, Renato, Bértemes, Marcelo, Gordo e Ricardo, Pato (Vitinho).
Gols: Pato(4) e Gordo.

Obs: O Centaurus montou um plantel com CINCO reservas.

POSITIVO: A afirmação do futebol de Pato e a comprovação da eficácia do sistema de 2 fixos.
NEGATIVO: Comunicação desencontrada e a falta de chutes a gol.

sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Plantel Trevosk x Centaurus - 16/01/2010

1.Maicon
2.Pato
3.Bértemes
4.Gordo
5.Renato
6. Marcelo
7. Ricardo
8. Giv
9. Vitinho
10. Fábio


terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Vestiário tranquilo


O vestiário do Trevosk é um exemplo de local de paz e tranquilidade. Com um sistema de jogos quinzenais e a raridade de se ter árbitros atuando, um pássaro encontrou tempo para fazer um ninho na sacola de material onde havia uma camisa preta, um apito e cartoes...

quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

Último Reforço


A Presidência do Trevosk acaba de acertar com seu último atleta. Trata-se do meia Luciano Pierri, o Gordo. Jogador experiente com passagens por grandes clubes do circuito Florianopolitano, vem para agregar valor à equipe. Gordo estava atuando como substituto no Trevosk no final da temporada 2009.
Sem dúvida um grande reforço para o Sapão.

terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Começando o ano


Novo contrato, novo plantel, novos adversários, novos patrocinadores. Inicia-se hoje o ano administrativo do Sapão. Os funcionários abriram a sede, checaram e-mails, limparam as salas. Poucos detalhes para fechar o nome do último atleta. A temporada deve começar com o clássico jogo contra o Centaurus, Vilson deve anunciar o nome logo...